CNRPG- Habbo
Registre-se no nosso fórum para criar seus tópicos. Lembrando: Use seu nick do Habbo

Envie projetos para a Câmara: s2.vc/enviarcnrpg

Compartilhe
Ir em baixo
elias2116
Poder Judiciário
Poder Judiciário
Mensagens : 102
Pontos : 122
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

Arquivado [Queixa] 009/2018

em Sex Ago 03, 2018 2:38 am
AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

03 de Agosto de 2018

IMPETRANTE: excelentíssimo Ministro do Supremo Tribunal Federal elias2116
ACUSADO: excelentíssimo Ministro do Supremo Tribunal Federal .::Edy.vevo::.

I DA AÇÃO

Eu, excelentíssimo ministro do Supremo Tribunal Federal elias2116, venho através desta ação denunciar  ao Supremo Tribunal Federal,
o(a) senhor(a) ministro do Supremo Tribunal Federal .::Edy.vevo::., pelos fatos atestados abaixo:  

II DOS FATOS

Calúnia (art. 138); Difamação (art. 139) e Injúria (art. 140).

Calúnia

Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

Pena - detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

Difamação

Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:

Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Injúria

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:

Pena - detenção, de um a seis meses, ou multa.

Provas:

Prova 01: EDITADA E REMOVIDO JÁ QUE O PROCESSO FOI ARQUIVADO. AS PRINTS CONTINHAM INFORMAÇÕES PESSOAIS


OBS: o vídeo da qual o Marcelo falava dizia respeito, como o mesmo disse na conversa acima, é um suposto aproveitamento da fé dos fiéis para que se consiga mais dinheiro.


Prova 02: EDITADA E REMOVIDO JÁ QUE O PROCESSO FOI ARQUIVADO. AS PRINTS CONTINHAM INFORMAÇÕES PESSOAIS


Prova 03: EDITADA E REMOVIDO JÁ QUE O PROCESSO FOI ARQUIVADO. AS PRINTS CONTINHAM INFORMAÇÕES PESSOAIS



III ENTENDIMENTO

Baseando-se nas falas do excelentíssimo Edy, venho protestar e pedir a punição adequada nesse Tribunal, assim como o fiz perante a Administração, porque o possível réu, além de ministro, é administrador, cabendo a administração julgar o comportamento também.
Como na prova 01, o senhor Edy, utiliza a minha pessoa para de me difamar,  alegando que eu gosto do pastor Edir Macedo e, dado a entender, a suposta prática de aproveitamento dos fiéis, chamada essa de estelionato,  o que eu venho negar aqui.  Não compactuo com Edir Macedo, tão pouco concordo com seus atos. Quanto a pessoa dele, isso é cabível a justiça determinar e não a minha pessoa;

Como na prova 02: É percebível a influência da difamação a mim que se levou: O Danilo questiona quem concorda com essa prática e, após seu comentário, outras pessoa começam a rir. É evidente o mal que se levou ao meu nome;

Como na prova 03: O senhor Edy, torna a afirmar, não se limitando apenas ao ato discutido, dizendo ainda: "EU [Edy] não disse que tudo que não presta o Elias [Eu] gosta". Questiono ainda o que a mesma se referia ao dizer isso? Tenho em minha pessoa ética e moral cristã, que condena atos ruins e mal ao próximo [Dada ao contexto cabível]. Repito: Dada ao contexto das provas, o mesmo se referia a mim dizendo que eu concordava com o ato de estelionato.

Acrescento-me ainda: A Constituição da República Federativa do Brasil, em seu artigo 55, incisos I, II e VI, lista os casos em que o mandato de um representante eleito pelo povo poderá ser cassado. São eles:
...
Sofrer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

Dados os fatos, venho enviar essa queixa ao Supremo Tribunal Federal para a apreciação dos excelentíssimos ministros da República.
                                           
ministro elias2116


Última edição por Connell2015Cl em Seg Set 17, 2018 3:27 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Eitado e removido as prints do Whats por envolver informações pessoais)
Regimonha
Poder Judiciário
Poder Judiciário
Mensagens : 40
Pontos : 51
Data de inscrição : 03/07/2018
Ver perfil do usuário

Arquivado [Resolução]

em Sex Ago 03, 2018 8:10 pm
[Arquivado][/Arquivado]

QUEIXA 009/2018

IMPETRANTE: Elias2116
ACUSADO: .::Edy.Vevo::.
RELATOR: Regimonha

RESOLUÇÃO


Eu, Excelentíssimo Ministro Regimonha, venho por meio deste ofício, arquivar, baseando- me no Art. 29- Inciso II do Regimento Interno do RPG,
onde reitero que a queixa 009/2018, por escassez de provas que compromete no Prosseguimento do Processo.

Art. 29. O reú poderá ser inocentado quando:

II - As provas não forem o suficiente para a condenação ou aceitação da denúncia;

ALEGAÇÃO

Várias vezes os Excelentíssimos Ministro Elias e o Ministro Edy tiveram diversas discussões e brincadeiras no grupo, onde o próprio Ministro Elias
"concedeu", de forma indireta e muitas vezes direta, essa "ousadia" para que esse tipo de "tratamento" fosse feito de forma mútua/ recíproca.
Por isso, não vejo motivos para que o Ministro Elias utilize o mecanismo de denúncia/ queixa, devido não ter gostado de algo "jocoso", sem nenhuma
relevância, dita pelo Ministro Edy, sendo que os mesmos sempre mantiveram e mantêm essas relações.

Por Obséquio, não havendo motivos suficientes comprobatórios para o andamento do processo, tampouco que levasse à cassação de um Ministro,
declaro o PROCESSO ARQUIVADO.


Assinado,
_______________Regimonha_______________
  (Ministro do Supremo Tribunal Federal)
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum